Segunda, 02 de Agosto de 2021
011993991484
Lançamentos Lançamento

The Velvicks expressa desejo por liberdade nas ruas de Nova Iorque no clipe de “Run”

O lançamento faz parte da preparação da banda brasileira para retorno aos palcos

11/06/2021 20h11 Atualizada há 2 meses
Por: Miquel Souzza Fonte: Assessoria de Comunicação.
Reprodução / Imprensa.
Reprodução / Imprensa.

A banda The Velvicks disponibilizou hoje, 11, o clipe inédito do single “Run” foi dirigido e produzido, respectivamente, pelas espanholas baseadas nos Estados Unidos, Clara Brotons e Laura Giralt. O lançamento acontece enquanto a banda brasileira, baseada em Nova Iorque, está se preparando para voltar aos palcos americanos amanhã, 12, no anfiteatro do East River Park no Lower East Side, após o fim das restrições de combate à pandemia do novo coronavírus, devido ao avanço significativo da vacinação nos Estados Unidos.

O clipe de “Run” foi gravado em agosto de 2020 em Bushwick parte do Brooklyn onde a banda está sempre presente, seja fazendo shows ou ensaiando ou no Queens Brewery socializando. Dessa vez, a banda chegou sem avisar, para não ter que pedir permissão da prefeitura, e de surpresa montou os instrumentos na rua. “Nossa ideia foi bem guerrilha, nem energia elétrica tínhamos. Chegaríamos, montaríamos os instrumentos e iríamos filmar até a polícia chegar (risos)” conta o vocalista Vick Nader.
 
“Sabíamos que tínhamos pouquíssimo tempo para captar e que precisaríamos ser certeiros. Escolhemos uma rua que achávamos ser deserta mas não podíamos estar mais enganados. Minutos após a equipe chegar no local, antes mesmo de escolher o cenário, os residentes locais já começaram a sair de suas casas e sentar na calçada. Alguns até com cadeiras e cerveja na mão, mesmo sendo ilegal beber na rua”, Vick relembra.
 
“Para nossa surpresa fomos incrivelmente bem recebidos. De início mantiveram a distância porém ao longo das horas as pessoas acabaram se aproximando e nos ofereceram bebida, comida, whiskey, cigarro… Vale lembrar que isso era no auge da pandemia em Nova Iorque então a vontade de socializar das pessoas estava à flor da pele”, relata.
 
“No término das filmagens, o grupo de pessoas que se formou ao nosso redor conectou uma extensão elétrica para ligarmos os amplificadores e um megaphone para o vocal e demandaram uma performance ao vivo antes de finalizar a filmagem. Foi uma surpresa tão legal ver as pessoas locais, as mesmas que temíamos chamar a polícia pra gente, se mobilizando para disponibilizar energia elétrica para tocarmos ao vivo pra elas. No vídeo tem imagens desse “ao vivo” e desse pessoal. Foi inesquecível”, Vick compartilha.

“Run”
A letra do single composto por Vick Nader é uma homenagem aos selvagens, às almas destemidas e aos malucos inspiradores que nós encontramos ao longo dos obstáculos da vida, em que a influência sempre trará memórias vivas boas ou ruins. Essa letra e para uma grande amizade minha da época da faculdade. Uma pessoa muito querida e ao mesmo tempo assustadoramente visceral, maluca e genial. A faixa também dá o título para o EP de 2020 da banda.

Biografia: The Velvicks
Como todas as melhores histórias do rock and roll do início do século 21, os Velvicks podem ser rastreados até um porão no Brooklyn, NY, mas voltando ainda mais no tempo, para uma criança em seu quarto com seu violão no interior de Minas Gerais.
Para Vick Nader [guitarra, compositor e vocalista], tocar guitarra foi uma fuga, mas mais importante, foi o momento em que tudo isso se converteu em uma linguagem unificadora que conectou as vidas de seus integrantes.
A história começa quando seu irmão trouxe para casa um velho violão de náilon que Vick começou a tocar. A música e seu violão tornaram-se uma terapia e um catalisador social, apresentando-o a uma linguagem universal por meio da qual ele foi mais capaz de se conectar com as duas culturas.
Em 2017, Vick, Vinny [da Silva, guitarra] e Apoena [Frota, baixo] começaram a tocar na casa de Ed [Marson, baterista], a famosa “Monroe Mansion”, dando festas no porão. Após um encontro extraordinariamente espontâneo com um promotor de eventos em uma dessas festas e forte apoio da comunidade musical do Brooklyn, as sessões de jamming formaram o que agora já é conhecido pelos seguidores como The Velvicks.
“O Velvicks está trazendo ‘Stadium Rock’ para o seus bolsos” – Max Low.
 
Na estrada
Os Velvicks seguiram uma trilha iniciada da melhor maneira possível, ou seja, na estrada e com a força das apresentações ao vivo, incluindo nesse período experimental as influências pessoais de cada integrante de nomes como Pink Floyd, Queens of The Stone Age, Foo Fighters, The Black Keys e Radiohead.
Depois de mais de 3 anos moldando a sua energia distinta de tirar o fôlego das plateias em locais como Rough Trade, National Sawdust, Surf Lodge e Gramercy Theatre em Nova York, bem como uma turnê pela Costa Oeste e pelo Centro-Oeste dos EUA, a banda entrou no estúdio e lançou seu EP de estréia Run no ano passado.
O bom resultado das experiências adquiridas nos palcos e a paixão compartilhada pelo autêntico rock and roll forneceu ao trio o ponto certo para a gravação do primeiro repertório. “As músicas estão fazendo sentido; a banda está fazendo apresentações fodas ao vivo e as pessoas estão respondendo a isso”, diz Vick Nader.
E para celebrar esse momento em que já é possível sonhar com uma volta à normalidade, a Velvicks começa a organizar sua agenda de shows contando os minutos para fazer mais apresentações de tirar o fôlego e turnês que deverão incluir em breve, o Brasil.

 

               

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.